• Agência X10

Caminhada na esteira ou ao ar livre?



Seja na esteira, seja ao ar livre, caminhar sempre oferece vantagens. A melhor opção de terreno é aquela que dá prazer e cabe na sua rotina – assim, você não acha desculpa para não treinar. Conheça os prós de cada ambiente


Na rua


· A resistência do vento e pequenas variações no terreno, como subidas, descidas e curvas, exigem mais do seu corpo e colaboram para aumentar em até 15% o gasto calórico.


· Panturrilhas, coxas e glúteos são mais solicitados quando você anda no asfalto, porque a tendência é inclinar o corpo para a frente e trabalhar mais essas regiões.


· O ambiente externo e o contato com o verde, se você caminha em um parque ou praça arborizada, são estímulos extras e tornam a atividade mais dinâmica e relaxante.


É econômico. Um par de tênis adequado é o suficiente para você começar a malhar.

Na esteira


· A maioria dos modelos conta com sistema de amortecimento, o que minimiza o impacto nas articulações e o perigo de sofrer lesões.


· Impedimentos climáticos não existem. Faça chuva ou muito frio lá fora, não há pretexto para faltar no treino. Andar longe do vento e da poluição ainda evita irritação nos olhos e nas vias respiratórias e pode incrementar o seu desempenho.


· Como a máquina realiza parte do movimento ao impulsionar você para a frente, o cansaço demora mais para chegar – o que é útil sobretudo nos treinos longos.


· Permite controlar velocidade, distância, tempo e até a sua frequência cardíaca durante o exercício. Isso dispensa o uso de acessórios como relógio ou frequencímetro.


Entenda o treino


Veja como a instrutora Renata Castro dividiu as sessões de caminhada ao longo da semana e calcule as calorias que você vai gastar.


Segunda e quarta: treino de força com velocidade = 450 calorias (cada um)


Terça e quinta: treino regenerativo = 250 calorias (cada um)


Sexta: treino de força com inclinação = 450 calorias


Sábado: treino longo = 650 calorias


Entre no ritmo


Aprenda a determinar a intensidade do seu treino…


Caminhada leve: você consegue conversar com facilidade, é como se fosse um passeio.


Caminhada moderada: mais acelerada, porém ainda dá para bater papo. Você usa os braços para ajudar no movimento.


Caminhada forte: você começa a ficar ofegante e movimenta bastante os braços e as pernas. É como se estivesse com pressa.


Descanso ativo: você não fica parada, mas caminha sem esforço.





Fonte: Boa Forma

0CARRINHO

©2018 - 2020 Direitos Reservados a ®Vibeboard do Brasil

Desenvolvido por Agência X10 

  • whatsapp (2)
  • Facebook - Vibeboard
  • instagram-logo
  • Twitter - Vibeboard
  • YouTube - Vibeboard
  • Google + Vibeboard

Prancha De Equilíbrio, Vibeboard, Treino Core, Prancha Funcional, Equilibraboard, Prancha Vibe, Yoga, Pilates, Skate, Surf, Resistência, Equilíbrio, Força, Pipe, Vibepipe, Treino Funcional

Prancha De Equilíbrio Vibeboard , Balance Board Vibeboard, Treino Funcional, BalanceBoard, Prancha Vibeboard, Treino Core, Surf, Skate, Yoga, Prancha De Equilíbrio, Equilíbrio, Board, Equilíbrio No Surf, Equilíbrio No Skate, Equipamento Fitness, Estabilidade Corporal, Fortalecimento Muscular, Prancha De Equilíbrio, Prancha, Balance Board, Vibeboard, Vibeboard Brasil, Vibeboard Classic, Vibeboard Long Classic, Vibeboard Freestyle, Vibepipe, Vibeboard Board

prancha de equilíbrio

prancha de equilíbrio

prancha de equilíbrio

prancha de equilíbrio